Cirurgião Linhares Furtado expôs obras de pintura e desenho no 23º Congresso Nacional da Ordem dos Médicos

Cirurgião Linhares Furtado expôs obras de pintura e desenho no 23º Congresso Nacional da Ordem dos Médicos

Uma Paleta de Saudade’ é o nome da exposição do cirurgião Alexandre Linhares Furtado que esteve patente na Antiga Igreja do Convento São Francisco, em Coimbra, no âmbito do 23º Congresso Nacional da Ordem dos Médicos (de 31 de maio a 3 de junho).

Através desta mostra e pelas mãos do cirurgião é realizada, de forma singular, a homenagem à sua mulher Arminda San-Bento Furtado e, assim, através da pintura e do desenho surgem memórias, flores, emoções e o amor. Nesta paisagem pictórica que foi construindo ao longo dos anos – e apenas muito recentemente revelada ao grande público – Linhares Furtado mostra-nos a sua inspiração, a sua geografia de afetos e as suas fontes de inspiração: as ilhas, as nuvens, a sua mulher, os filhos e os netos, as flores…

Por força das restrições relacionadas com a COVID-19, o acesso à exposição esteve sujeito à limitação de permanência na sala e às regras de entrada na Antiga Igreja do Convento São Francisco. A exposição integrou o vasto programa do congresso, evento subordinado ao tema “A Ciência em tempo de pandemia” que juntou médicos, cientistas, personalidades de outros setores estruturantes e a sociedade civil. Juntos, debateram o impacto que a pandemia tem tido em Portugal e no mundo, reportando desafios e consequências do porvir.

O congresso contou com o apoio da Câmara Municipal de Coimbra. Em termos organizativos, o evento decorreu num formato híbrido (presencial – na Antiga Igreja do Convento São Francisco em Coimbra e online), de forma a respeitar a segurança sanitária e acomodar as particulares circunstâncias dos participantes.

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos