Presidente do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos participa em debate na Convenção Nacional da Saúde

Presidente do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos participa em debate na Convenção Nacional da Saúde

O presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, é um dos participantes na Convenção Nacional da Saúde que, este ano, tem como tema "A Agenda da Saúde para o Cidadão".

O maior debate nacional permanente sobre o presente e o futuro da Saúde em Portugal, que conta com o Alto patrocínio da Presidência da República, vai decorrer ao longo do dia 18 de Junho, terça-feira, no Centro de Congressos de Lisboa, com mais de mil participantes inscritos.

Carlos Cortes será orador na sessão paralela "Por um Acesso à Saúde igual em todo o território", com início previsto às 11h00. Este debate terá moderação de André Macedo.

Na edição deste ano, espera-se um debate centrado na representatividade do cidadão e do doente. Existe pois a ambição de reunir o maior número de associações de doentes no Conselho Superior, para que se incluam as suas prioridades no centro do sistema de Saúde em Portugal. São já mais de 60 as associações de doentes que passam a integrar o Conselho Superior da Convenção Nacional da Saúde.

Os trabalhos desta Convenção – que irão abordar temas como o estatuto do cuidador informal, a igualdade de acesso a cuidados de saúde, a prevenção, a literacia em saúde, o impacto da doença na economia, a centralidade do cidadão e do doente no sistema de saúde, entre outros – serão incluídos na "Agenda da Saúde para a Década".

Neste momento integram o Conselho Superior da Convenção Nacional da Saúde mais de 140 instituições. Recorde-se que, na edição de 2018, a Convenção reuniu perto de 90 entidades do setor público, privado e social que atuam na área da Saúde em Portugal. A Convenção Nacional da Saúde tem uma prospetiva para a próxima década e, neste sentido, continua a procurar e a alinhar pontos comuns, contribuindo para a definição de uma estratégia para a Saúde em Portugal.

Trata-se de uma iniciativa pioneira e sem precedentes na Europa.

 

©Foto SRCOM – Paula Carmo (Convenção Nacional da Saúde, 2018)

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos