Ordem dos Médicos visita Serviço de Imagem Médica do CHUC

Ordem dos Médicos visita Serviço de Imagem Médica do CHUC

Na sequência do programa de visitas regulares aos serviços hospitalares e centros de saúde da Centro, a Ordem dos Médicos esteve esta manhã no Serviço de Imagem Médica do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) cuja comitiva era composta por dois elementos do Colégio de Radiologia, Maria José Noruegas e Amélia Estêvão, e pelo presidente do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes. O serviço de Imagem Médica do CHUC é atualmente liderado pelo docente da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, Paulo Donato.

A anteceder a visita, a Ordem dos Médicos esteve na reunião de serviço que, desta vez, se realizou numa das salas junto ao auditório principal dos Hospitais da Universidade de Coimbra. Os especialistas e os médicos internos de especialidade reportaram o quotidiano das diversas áreas de intervenção desta especialidade no CHUC, quer ao nível assistencial quer de formação.

São públicas as principais dificuldades deste serviço, em resultado dos alertas proferidos pela Ordem dos Médicos. O esforço dos profissionais de saúde mostra, neste caso e uma vez mais, a abnegação e dedicação em prol dos doentes. É que, para além da necessidade de mais recursos humanos e da indispensável abertura de vagas para esta unidade hospitalar, o facto do CHUC ser o único hospital de referenciação para a região Centro para as situações de emergência – a Via Verde AVC é um desses exemplos – constitui esforço redobrado para as atuais equipas médicas.

São distintas as realidades deste serviço em cada um dos polos hospitalares que constituem o CHUC. Por exemplo, caso se registe uma avaria de um dos equipamentos do Hospital Geral, também os equipamentos do Hospital Pediátrico podem ser acionados para dar resposta nesta situações (tal decorre inclusivamente de uma Ordem de Serviço de 2017).

Aliás, no mês de outubro de 2018, a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, pela voz do seu presidente Carlos Cortes, veio publicamente advertir para a realização tardia, por exemplo, de exames de ressonância magnética. Nessa altura, a Ordem dos Médicos denunciava em nota enviada aos diversos órgãos de comunicação social: "Com exclusão dos casos considerados com mais urgência (essencialmente patologia tumoral), nos pedidos de ressonância magnética gerados na consulta externa do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, as marcações têm o seguinte agendamento: para Dezembro do próximo ano (exames para Neuro-radiologia), para Agosto de 2019 (exames de corpo, Hospital Pediátrico) e ainda para Agosto de 2019 (exames de corpo de adultos).

Hoje, 14 de janeiro, a Ordem dos Médicos esteve no polo HUC e no Polo do Hospital Pediátrico. Oportunamente, será efetuada a visita ao Hospital Geral. 

 

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos