Exposição “A rega da oliveira e António Arnaut” está patente na Ordem dos Médicos

Exposição “A rega da oliveira e António Arnaut” está patente na Ordem dos Médicos

Está patente na Ordem dos Médicos, em Coimbra, a exposição alusiva ao momento simbólico do aniversário do Serviço Nacional de Saúde. Em "A rega da oliveira e António Arnaut" estão expostos os momentos, captados em fotografia, em que desde 2009 se procede á rega da oliveira. Ao longo do percurso expositivo, a partir da entrada principal do edifício-sede situado na Avenida Dom Afonso Henriques, estão fotografias, poemas e recortes de imprensa alusivos à criação do Serviço Nacional de Saúde, designadamente ao papel crucial do jurista e escritor António Arnaut na origem da Lei 56/79.

Árvore bem portuguesa e resistente, símbolo da Paz, a oliveira está plantada no Parque Verde do Mondego (junto ao Pavilhão Centro de Portugal) para simbolicamente serem assinalados todos os aniversários do Serviço Nacional de Saúde (SNS).
Esta oliveira – símbolo do SNS – foi plantada a 15 de setembro de 2009, quando o SNS completou 30 anos, com a presença do Dr. António Arnaut, e dos responsáveis das duas Ligas de Amigos dos Hospitais então existentes em Coimbra, LAHUC- Liga dos Amigos dos Hospitais da Universidade de Coimbra (Isabel de Carvalho Garcia) e LAHC-Liga dos Amigos do Hospital dos Covões (Armando Gonsalves). Todos os anos, de então para cá, num gesto simbólico, a 15 de Setembro, é organizada a cerimónia da rega da oliveira que conta, desde 2014, com a participação oficial da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos.

São, precisamente, estes momentos anuais que materializam grande parte desta exposição na Sala Miguel Torga.

O Serviço Nacional de Saúde está prestes a chegar aos 40 anos (em 2019). Este ano, o ritual da rega da oliveira foi, também, um momento de homenagem e tributo a António Arnaut, exemplo inspirador para todos. Ato simbólico de quem sempre acreditou, lutou e concretizou os valores que sempre nortearam a sua vida: A Liberdade, a Igualdade, a Solidariedade e a Justiça.

Na Sala Carolina Beatriz Ângelo da Ordem dos Médicos, em Coimbra, é também a António Arnaut que se dedica este espaço, dando destaque (também com recortes de imprensa) ao seu empenho na edificação do Serviço Nacional de Saúde.

A mostra está patente no horário habitual da Ordem dos Médicos, i.e, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 18h00 (Av. Afonso Henriques, 39, Coimbra).

 

 

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos