Coimbra | Dia do SNS presta tributo a António Arnaut

Coimbra | Dia do SNS presta tributo a António Arnaut

Um dia, uma celebração, a gratidão de todos. O 39º aniversário do Serviço Nacional de Saúde foi comemorado, em Coimbra, na Ordem dos Médicos e no Parque Verde do Mondego, na presença de inúmeras personalidades da comunidade médica, científica, sindical e cívica e, também, de dirigentes de todos os quadrantes políticos. Um dia marcante até porque, pela primeira vez, este dia é assinalado sem a presença de António Arnaut (faleceu em maio deste ano).

Numa organização da Secção Regional do Centro Ordem dos Médicos e da Liga dos Amigos dos Hospitais da Universidade de Coimbra, e que contou com o apoio da Orquestra Clássica do Centro e da Câmara Municipal de Coimbra, este dia foi assinalado com a exposição "A rega da Oliveira SNS e António Arnaut" patente na sede da Ordem dos Médicos. Esta mostra – que inclui fotografias, recortes de jornais e poemas de António Arnaut – marcou o início das celebrações a que se juntou, de seguida, outro momento de exceção: Com letra e voz de António Arnaut e música e voz do médico psiquiatra e membro do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos, João Redondo, escutou-se um trecho musical inédito do grande público. Título: "Venho de longe".
A cerimónia, na Ordem dos Médicos, contou com a intervenção do Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, do professor universitário e vice-presidente da Assembleia da República, José Manuel Pureza, do advogado e político Luís Marques Mendes, da líder da Comissão de Lei de Bases da Saúde, Maria de Belém Roseira (gravação vídeo), e do anfitrião, o presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes.

Esta sessão, a marcar o 39º aniversáriro do Serviço Nacional de Saúde, prosseguiu com a rega da oliveira SNS (árvore resistente e símbolo da Paz), plantada junto ao Pavilhão Centro de Portugal.
Rodrigo Queirós, da Orquestra Clássica do Centro, interpretou vários trechos musicais ao violino. Foi dessa forma que teve início a sessão que incluiu o ato simbólico da rega da Oliveira SNS no Parque Verde do Mondego, na qual se escutaram as intervenções da presidente da Liga dos Amigos dos Hospitais da Universidade de Coimbra, Isabel de Carvalho Garcia, do jurista e filho de um dos fundadores do SNS, António Manuel Arnaut, do responsável da extinta Liga dos Amigos do Hospital dos Covões, Armando Gonsalves, do presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, do presidente do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Fernando Regateiro, do presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, e do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.
Mais uma vez, o momento da rega ficou registado para a posteridade. Porque é um futuro auspicioso que todos auguram para o Serviço Nacional de Saúde.

 

 

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos