SRCOM promove estudo sobre fatores de risco nos contextos dos serviços de saúde

SRCOM promove estudo sobre fatores de risco nos contextos dos serviços de saúde

Estimado(a) Colega, 
 
Na sequência do estudo/intervenção que a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) realizou sobre o burnout na classe médica, a nossa secção está agora a desenvolver um novo estudo sobre os fatores de risco nos contextos dos serviços de saúde. Entre os fatores relacionados com o local de trabalho, a União Europeia evidenciou os fatores psicossociais como prioritários, sendo mesmo considerado como um dos campos de investigação mais importantes num futuro próximo (EU-OSHA, 2000).
 
Este novo estudo, relativamente ao anterior, altera algumas características metodológicas e utiliza instrumentos diferentes*, nomeadamente o recurso a uma amostra representativa de 1536 Colegas, com seleção aleatória e resposta anonimizada, bem como o uso do “Copenhagen Psychosocial Questionnaire –  COPSOQ”  — instrumento baseado no modelo de exigência e controlo, que procura explicar o stress como consequência das elevadas exigências no trabalho e de um baixo apoio social (Kristensen et al., 2005) e com repercussão comprovada na incidência de várias patologias — e um instrumento dirigido à avaliação do ”Índice de Capacidade Humana para o Trabalho – ICT”.
Pretendemos, assim, com este novo estudo, avaliar a prevalência dos fatores de risco associados ao contexto laboral, a par com o seu impacto na saúde e no bem-estar na classe médica, visando a delineação de uma estratégia de prevenção e intervenção capaz de potenciar a promoção da saúde e bem-estar da classe médica (e dos profissionais de saúde em geral).
Só com a sua participação poderemos alcançar estes objetivos.
Só com a sua participação teremos resultados fidedignos e generalizáveis.
 
Para qualquer esclarecimento ou dúvida acerca deste projeto poderá contactar-nos através do email: srcom.bemestar.medicos@gmail.com
O Grupo de Trabalho Responsável pelo Estudo
  • Dr. Carlos Cortes – Presidente da SRCOM; Serviço de Patologia Clínica, Centro Hospitalar Médio Tejo, EPE (CHMT)
  • Dr. João Redondo – Vogal da SRCOM; Agência para a Prevenção do Trauma e da Violação dos Direitos Humanos; Centro de Responsabilidade Integrado de Psiquiatria, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
  • Dra. Ana Paula Cordeiro – Vogal do Conselho Disciplinar da SRCOM; MGF, USF Fernando Namora
  • Prof. Doutor António Jorge Ferreira – Instituto de Higiene e Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
  • Prof. Doutor Carlos Fernandes da Silva – Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro; Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS) – Faculdade de Medicina da Universidade do Porto 
  • Dra. Fernanda Duarte – Unidade de Psicologia Clínica do CHUC; Centro de Responsabilidade Integrado de Psiquiatria, CHUC
  • Dra. Isabel Antunes – Vogal da SRCOM; Medicina do Trabalho, CHUC
  • Dra. Liliana Constantino – Agência para a Prevenção do Trauma e da Violação dos Direitos Humanos, UCSP Anadia 
  • Prof. Doutor José Augusto Simões – Membro do Gabinete de Ética e Deontologia da SRCOM, USF Marquês de Marialva
  • Mestre Pedro Bem-Haja – Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro; Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS) – Faculdade de Medicina da Universidade do Porto; IBILI – Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
  • Dr. Tiago Santos – Agência para a Prevenção do Trauma e da Violação dos Direitos Humanos; Psiquiatria, CHBV 
  • Prof. Doutor Vítor Rodrigues – Instituto de Higiene e Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
 
Nota: o inquérito será enviado, por email, aos médicos incluídos na amostra, a partir do dia 30 de Junho.  

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos