“Temos de lutar contra a medicalização” da população, defendeu José Manuel Silva

“Temos de lutar contra a medicalização” da população, defendeu José Manuel Silva

O Bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, foi o primeiro orador no Fórum Ibero americano das Entidades Médicas (FIEM) que decorre, até amanhã, em Coimbra. Sob o tema "Medicalização da vida e política de medicamentos", José Manuel Silva assinalou o facto de Portugal ser o "nono país da Europa que mais antibióticos consome", enumerando alguns perigos que resultam da medicalização da população portuguesa. Defendeu, também, a necessidade de uma política mundial comum para o medicamento.

Na sua intervenção perante 40 representantes do FIEM, José Manuel Silva abordou os fatores sociais e ambientais das patologias e também a relação médico-doente. "As Faculdades de Medicina têm de ensinar as capacidades de comunicação para sermos médicos humanos e não médicos robôs", exortou. Aliás, a relação médico-doente também foi um dos enfoques da intervenção do Presidente do Conselho Geral dos Colégios Oficiais de Médicos de Espanha, Juan José Rodríguez Sendin: "Mais tempo para a consulta é a chave" dessa relação.

Pela primeira vez, em Coimbra, estão reunidos, durante três dias, os representantes das ordens médicas da América Latina e da Europa. O Fórum Ibero americano das Entidades Médicas (FIEM) decorre, de hoje até amanhã (2 e 3 de junho), e o Conselho Europeu das Ordens Médicas (CEOM), a 4 junho. Um dos vários convidados do FIEM é o representante da Associação Médica do Vaticano, o Professor Pablo Requena Meana.

Estes encontros internacionais – que decorrem na Sala Aqua, no Hotel Quinta das Lágrimas – pretendem ser uma rede de intercâmbio e de cooperação para encontrar um ponto de harmonia sobre a ética médica e a competência profissional entre todas as organizações médicas representadas, no sentido de alcançar e promover os mais altos padrões de cuidados médicos, bem como a autonomia e profissionalismo entre todos os médicos.

 

 

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos