Carlos Cortes critica assimetrias no tratamento à esclerose múltipla

Carlos Cortes critica assimetrias no tratamento à esclerose múltipla

À mesma hora em que, em todo o mundo, é assinalado o Dia Mundial da Esclerose Múltipla, em Coimbra, no Café Santa Cruz, o presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, assinala e critica as dificuldades de acesso aos tratamentos. "Há doentes que se deslocam do Algarve para Coimbra. Isso, para mim, não respeita os valores do SNS. Como médico e cidadão pugnarei para que todos os doentes tenham os mesmos cuidados". Carlos Cortes termina a sua intervenção, nesta sessão, dizendo que está "de braços abertos" como profissional de saúde e dirigente da Ordem dos Médicos para dar apoio aos doentes. "A Ordem dos Médicos é a casa da saúde, a casa de todos nós. Este é também um dia de esperança…", disse nesta sessão que assinalou o Dia Mundial da Esclerose Múltipla. A delegação de Coimbra da Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla – SPEM – realizou esta iniciativa para promover na população em geral um maior conhecimento da doença. Num contexto em que a crise económica e financeira tem um forte impacto na população portuguesa, urge chamar a atenção para as necessidades de acesso das pessoas com esclerose múltipla e suas famílias, para melhores cuidados de saúde e suporte social. Trata-se de uma doença crónica do sistema nervoso central que se manifesta geralmente em adultos jovens (20 a 40 anos) sendo mais frequente nas mulheres. 

 

 

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos