Tomada de posse das direções dos colégios das Especialidades, Subespecialidades e Competências

Tomada de posse das direções dos colégios das Especialidades, Subespecialidades e Competências

 

Decorreu hoje a tomada de posse os membros eleitos para as direções dos colégios das Especialidades, Subespecialidades e Competências cuja cerimónia decorreu na Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos, no Porto. O Bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva exortou os médicos a serem exigentes, produtivos, proativos na atuação, de forma a "apresentar propostas, a fazer críticas, a fazer sugestões, a propor soluções ao Conselho Nacional Executivo" da Ordem dos Médicos. Na sua intervenção, o Bastonário da Ordem dos Médicos, lembrou o momento crucial que se atravessa, designadamente com o processo de revisão dos estatutos da Ordem dos Médicos (proposta já aprovada na generalidade na Assembleia da República, no dia 24 de abril de 2015, e que agora será analisada na Comissão Parlamentar de Saúde)".
Ressalvando a "abertura dos grupos parlamentares para irem ao encontro das pretensões da Ordem na maioria das questões", José Manuel Silva deu conta, porém, que "a única que está a enfrentar maiores resistências é a definição do ato médico". O Bastonário da Ordem dos Médicos classifica, aliás, a aprovação do ato médico como "uma questão de dignidade, de combate ao exercício ilegal da medicina". Assinala: "Todas as atividades em saúde – incluindo não convencionais – têm os atos próprios definidos, a profissão médica é a única que não tem. É uma questão de dignidade para nós e que permite um novo articulado legal que crie o crime do exercício ilegal da medicina".
Sobre outra questão fundamental – uma competência dos colégios – a atribuição de idoneidades e capacidades formativas, José Manuel Silva destacou o facto de não haver a abertura de qualquer vaga contra o aval dos colégios mas, a todos os membros dos colégios, pediu rigor, coerência de critérios e decisões tecnicamente fundamentadas. "O nosso trabalho tem continuar a afirmar-se pela qualidade e pela sua indispensabilidade", sublinhou.

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos