Violência contra os profissionais de saúde

Violência contra os profissionais de saúde

O Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos promoveu, no dia 24 de fevereiro, a Sessão Plenária sobre "Violência contra os Profissionais de Saúde: da leitura e compreensão à intervenção", pelas 21.00 horas, na Sala Miguel Torga da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos. Com a moderação de Carlos Cortes (Presidente do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos), foram oradores: João Redondo (Coordenador do Centro de Prevenção e Tratamento do Trauma Psicogénico do CRI de Psiquiatria e Saúde Mental, CHUC), Isabel Fonseca (Diretora de Serviço de Urgência Geral A – Polo HUC, CHUC), Ana Luísa Mateus (Médica de família, Coordenadora da USF Araceti, ACES Baixo Mondego) e Ferreira da Silva (Jurista da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos).

O fenómeno está a ter cada vez mais visibilidade e tem também aumentado a notificação de casos ao Observatório Nacional da Violência Contra os Profissionais de Saúde no Local de Trabalho, da Direção Geral da Saúde. No ano passado foram notificados 531 casos, enquanto que em 2013 foram reportados 202 casos. A diminuição de recursos humanos nas unidades de saúde, o aumento dos tempos de espera no atendimento aos pacientes são dois fatores que podem explicar alguns dos casos de violência mas, acentue-se, este fenómeno é multifatorial. Perante tudo o que foi reportado nesta sessão, entre os quais os números de urgências que acorrem ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, o Professor Linhares Furtado – cirurgião, autor do primeiro transplante renal em Portugal – chegou mesmo a dizer que se sente muito feliz "por ter sido médico noutra altura". 

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos tem um gabinete de apoio ao médico e criou também uma parceria com a Agência para a Prevenção do Trauma e da Violência contra Direitos Humanos para onde serão dirigidos os casos mais complexos. 

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos