“Tudo aquilo que fazemos é para o nosso doente”

“Tudo aquilo que fazemos é para o nosso doente”

Na sessão encerramento 19ª Semana do Interno do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Carlos Cortes, presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM), não deixou de assinalar a emoção de estar ali: "Fiz o Internato Geral, aqui, nos Hospitais da Universidade de Coimbra, durante ano e meio, e isso deixou sempre uma marca muito importante na minha vida", assinalou. Ao elogiar o trabalho de Luís Trindade – diretor do Internato Médico do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, membro do Conselho Nacional da Pós Graduação e, também, do Conselho Nacional do Internato Médico – pela forma como coordena o Internato de forma a pugnar pela qualidade da formação médica. Carlos Cortes assinalou: "O Luís Trindade preocupa-se com as questões do Internato e com as questões da formação médica. Ele defende a qualidade e vai além disso pois defende também os Internos".

Dirigindo-se aos jovens médicos, lembrou: "Vocês estão a atravessar dificuldades. Desde já, as dificuldades próprias pela aprendizagem de uma especialidade em nome da qualidade do Serviço Nacional de Saúde;. Uma das grandes preocupações da Ordem dos Médicos é a qualidade da formação médica.
Normalmente as minhas intervenções são muito críticas porque gosto de revelar o que não está a correr bem de forma a estimular quem toma as decisões para corrigir os problemas. Porém, também vos compete a vós exigir e ter uma voz".
Na sua intervenção na sessão final da 19ª Semana do Interno, que decorreu de 4 a 8 de janeiro, Carlos Cortes recordou as posições públicas mais recentes da Ordem dos Médicos e dos sindicatos, designadamente quanto à luta contra a proletarização da profissão médica e contra a existência de médicos indiferenciados. "Estamos contra a medicina indiferenciada mas esse combate também tem de ser um combate vosso. Não sejam conformistas, a bem da vossa formação. Peço-vos que nunca se esqueçam: Aquilo que está em jogo, em última instância, é o vosso doente. Tudo aquilo que fazemos é para o nosso doente. Esse é o nosso interesse supremo", declarou o presidente da SRCOM.
A sessão de encerramento da 19ª Semana do Interno contou ainda com as intervenções do presidente da Administração Regional de Saúde do Centro, José Tereso, e do diretor clínico do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Luís Pedro Figueiredo, diretor científico e pedagógico do Internato Médico CHUC, Guilherme Tralhão, e do diretor do Internato Médico do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Luís Trindade. No culminar desta sessão, foram entregues seis bolsas com base no fundo de formação e também três prémios que destacam as três melhores comunicações orais apresentadas durante a 19ª Semana do Interno.

 

 

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos