Viseu: Formação médica e a preservação da relação médico-doente são prioridades neste mandato, assumiu Carlos Cortes

Viseu: Formação médica e a preservação da relação médico-doente são prioridades neste mandato, assumiu Carlos Cortes

 

"O dia de hoje é muito especial e também avassalador. Se, por um lado, me sinto honrada por me ter sido dada esta oportunidade, por outro, sinto que é um enorme desafio e espero estar à altura do mesmo sendo certo que tudo farei para o desempenhar com o máximo de responsabilidade". Foi desta forma que Cristina Duarte se dirigiu a todos os colegas na cerimónia de tomada de posse dos órgãos sub-regionais de Viseu.
Depois de elencar as principais dificuldades que assolam a classe profissional e de alertar para a pressão da comunicação social que nem sempre conhece a realidade das instituições e as circunstâncias em que os profissionais de saúde exercem o seu trabalho, Cristina Duarte chamou a atenção para as dificuldades formativas em consequência do enorme número de estudantes de Medicina assim como os obstáculos na formação médica contínua face à diabolização de patrocínio por parte da indústria nos locais do Serviço Nacional de Saúde. Por fim, asseverou: "É importante falar a uma só voz e defender o Serviço Nacional de Saúde que tanto custou a edificar". "Espero ser capaz de, juntamente com esta maravilhosa equipa aqui reunida, contribuir para que a voz dos nossos 921 inscritos se possa fazer ouvir".
A coincidência desta cerimónia com o Dia Internacional da Mulher levou presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) a destacar como "a melhor homenagem" por se ter escolhido Cristina Duarte para representar, do ponto de vista executivo, a Ordem dos Médicos em Viseu. [Cristina Duarte assume os destinos da Ordem dos Médicos em Viseu, substituindo Carlos Daniel que agora assume a presidência da Mesa Sub-Regional de Viseu].
Na sua intervenção, e depois de destacar a presença do anterior presidente José Pedro Saraiva, o presidente da SRCOM especificou duas dificuldades pelas quais a Ordem dos Médicos tudo fará para enfrentar de forma cabal: a formação médica ("número de estudantes de Medicina que vai criar dificuldades a médio prazo") e a preservação da relação médico-doente ("somos pressionados para fazermos mais consultas, existe pressão sobre os médicos para prescrever menos"). Declarou: "A nossa aposta é a qualidade, é por aí que seremos reconhecidos pelos nossos doentes. As nossas causas são milenares, desde Hipócrates. Tudo o que a Ordem dos Médicos faz só tem uma corporativa porque defende os seus associados e a qualidade da saúde, logo, também os seus doentes". A terminar, Carlos Cortes lançou o desafio para se pensar "numa nova forma de estar da Ordem dos Médicos na atual sociedade". E sendo o Dia Internacional da Mulher, o presidente ofereceu rosas a cada uma das mulheres presentes.

 

 

Triénio 2017-2019:
CONSELHO SUB- REGIONAL
Presidente: Drª. Ana Cristina da Costa Figueiredo Correia Duarte
Vice-presidente: Dr. Francisco José das Neves Cortez Vaz
Secretária: Drª. Liane Marques Carreira
Vogal: Dr. Edgar Luís Frutuoso Vaz
Vogal: Drª. Carla Sofia de Oliveira Moreira

MESA DA ASSEMBLEIA SUB-REGIONAL
Presidente: Dr. Carlos Alberto Leocádio Daniel
Vice-Presidente: Dr. Paulo Alexandre de Figueiredo Batista
Secretário: Dr. Fernando Luís Simões Valério

 

Texto e Fotos ©SRCOM / Paula Carmo 

 

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos