Coimbra: Ordem dos Médicos na Maternidade Bissaya Barreto

Coimbra: Ordem dos Médicos na Maternidade Bissaya Barreto

Após a visita à Maternidade Dr. Daniel de Matos, o presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos visitou a Maternidade Bissaya Barreto, em Coimbra. Estão ambas integradas na Unidade de Gestão Intermédia Materno-Fetal do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra e, em ambas, os problemas são semelhantes: Escassez de recursos humanos, não tem havido contratação de médicos ginecologistas/obstetras (o que provoca uma discrepância de faixas etárias entre o corpo clínico), não há renovação nem manutenção de material, indefinição quanto ao futuro em resultado do processo de fusão das maternidades existentes em Coimbra (no âmbito do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra), foram alguns dos temas discutidos. Após uma reunião com os colegas obstetras, na presença do Professor Doutor José Barros, Diretor da Unidade de Gestão Intermédia Saúde Materno Fetal, também elemento do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes visitou demoradamente toda a maternidade.
Apesar de ser consensual a transferência para junto de um hospital geral de adultos (polo Hospitais da Universidade de Coimbra) – pois ajudará a uma mais adequada resposta nas situações de urgência e de emergência, assim como nas necessidades de apoio laboratorial e de cuidados intensivos – a demora do processo está a provocar inúmeros constrangimentos. A título de exemplo, necessárias obras de melhoramento e conservação não são efetuadas uma vez que se aguarda a materialização do efetivo processo de fusão.

Situada na Rua Augusta, em Coimbra, a Maternidade faz jus ao seu fundador que nos anos 30 do século passado criou a "Maternidade do Ninho" que se destinava a acolher mulheres grávidas tuberculosas. Assim, os recém-nascidos eram acolhidos no "Ninho dos Pequeninos" para evitar contágio. Já em 1946, a maternidade torna-se a Delegação do Centro do Instituto Maternal. As atuais instalações, tal como conhecemos hoje, foram inauguradas a 28 de abril de 1963. Recorde-se que, antes do processo de constituição do CHUC, esta maternidade integrava o Centro Hospitalar de Coimbra (CHC), vulgo Hospital dos Covões. A recriação das fábulas (coloridas pinturas) que embelezam os corredores, os jardins com zonas de recreio, são marcas indeléveis do Professor Bissaya Barreto.
A Maternidade Bissaya Barreto presta um apoio diferenciado, proporcionando assistência materna e perinatal, com o objetivo de responder à maioria das situações patológicas da grávida, do feto e do recém-nascido.

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos