Fernanda Mendes: A dimensão “poética e sensual” de uma “comunicadora sagaz”

Fernanda Mendes: A dimensão “poética e sensual” de uma “comunicadora sagaz”

A autora do livro "Sexualidade Redonda e Circular", Maria Fernanda Mendes, apresentou esta obra, na Sala Miguel Torga, na Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM), perante uma sala repleta de amigos e colegas de faculdade – todos eles admiradores da personalidade e da sua relevante carreira científica (designadamente, na área da Medicina, da Psiquiatria, da Gestão em Saúde e da Sexologia Clínica). "Esta nunca deixará de ser a sua casa", lembrou Carlos Cortes, presidente da SRCOM, aludindo ao facto de Fernanda Mendes viver nos Açores, mantendo sempre uma forte ligação a Coimbra, cidade onde cursou Medicina e se especializou em Psiquiatria.
Nesta sessão do ‘Clube do Livro' da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, o psiquiatra e sexólogo Francisco Allen Gomes, antes de se debruçar sobre a obra apresentada e a sua autora, agradeceu a Carlos Cortes o seu entusiasmo "quer seja num convívio agradável como este, quer seja quando se comemoram os 40 anos do 25 de abril, quer, ainda, como pessoa e com a sua direção, capaz de mobilizar e defender o nosso Serviço Nacional de Saúde que está ameaçado".
Sobre o livro, Allen Gomes frisou que ele "vai buscar quer a experiência clínica, a experiência como terapeuta, quer como mulher e ser humano". Acrescentou Allen Gomes: "Este livro tem algo muito interessante; quando fala de amor fala-se de sexo. Mas, ao mesmo tempo, há a visão da mulher que compreende os trajetos de vida de difíceis". Também ao apresentar "Sexualidade Redonda e Circular", Isabel Cristina Pires, psiquiatra e escritora, acentuou a "dimensão poética e sensual" do livro que tem a assinatura de uma "comunicadora sagaz, extrovertida e capaz de suavizar conflitos".
A autora – que festejou nesta ocasião, com tantos amigos, mais um aniversário – lembrou, antes de mais, que dedicou este livro à memória dos seus pais e a todas as pessoas que a ensinaram "as coisas do viver". O viver, nas suas palavras, "é a troca sempre constante no relacionamento do dia-a-dia". Como nasceu, então, este livro? Fernanda Mendes revelou: Certo dia, em vez de usar textos de outros autores, decidiu partilhar com os seus alunos alguns textos da sua autoria com base na sua experiência de médica e de psiquiatra. "Parece que fiquei cansada da linguagem médica e começou a surgir uma linguagem metafórica, e assim foram nascendo os textos e as histórias" deste livro que aborda a sexualidade e os afetos. Poemas, contos e prosa poética – eis Sexualidade Redonda e Circular/Letras Lavadas edições.

Partilhe nas redes:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Ordem dos Médicos