27 de maio 2019

Informação

Professor Manuel Antunes recebe medalha de ouro da FMUC, onde vai continuar a leccionar

A Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) promoveu hoje, dia 27, uma sessão científica, que incluiu duas conferências dos mais recentes Doutores Honoris Causa da instituição - os médicos e académicos Luis Martí-Bonmatí e André D'Hoore -, a assinatura de cinco protocolos e a entrega da Medalha de Ouro da faculdade ao professor catedrático jubilado Manuel Antunes.

Ao intervir durante o programa da sessão científica que incluiu a entrega da Medalha de Ouro da FMUC ao Professor Doutor Manuel Antunes, Carlos Cortes agradeceu, em nome da Ordem dos Médicos, o inestimável contributo do cirurgião por "tudo o que fez pelo ensino médico, pela sua participação na Ordem dos Médicos, pela sua defesa incansável da qualidade da saúde e da qualidade do Serviço Nacional de Saúde, e por ser o cidadão que é: médico pleno, do ponto de vista técnico, científico, clínico, um médico inconformado, médico cidadão e sempre muito participativo".

Foi, pois, após a assinatura de cinco protocolos, que decorreu a entrega da Medalha de Ouro da FMUC a Manuel Antunes, com a intervenção do presidente da Assembleia da FMUC, Manuel Santos Rosa, e do homenageado.

O Professor catedrático de Cirurgia Cardiotorácica desde agosto de 1990, e diretor do Centro de Cirurgia Cardiotorácica dos Hospitais da Universidade de Coimbra durante cerca de 30 anos, Manuel Antunes proferiu a sua lição de jubilação em julho de 2018, com o tema "Uma Vida de Coração nas Mãos".
Hoje, lembrando esse dia em que completara 70 anos, e dirigindo-se ao Reitor da Universidade de Coimbra, aos colegas, aos estudantes e funcionários presentes no auditório da Sub Unidade III da FMUC, Manuel Antunes acentuou: "Após a jubilação mantenho-me inteiramente ao dispor da nossa faculdade e da nossa universidade (...). Há três meses pedi a reintegração na UC ao abrigo do disposto do decreto-lei nº6/2019 de 14 de janeiro que agora permite a continuação do serviço para além dos 70 anos, em casos de interesse público excecional (...). Esta solicitação recebeu o apoio unânime do Conselho Científico da nossa faculdade e obteve há cinco dias do Magnífico Reitor, dentro da competências que lhe são conferidas, estatuto da Carreira Docente Universitário. Volto pois a esta casa de onde, aliás, nunca verdadeiramente saí". Agradeceu a homenagem e, emocionado, dedicou esta medalha à sua família, na pessoa da sua mulher.


No encerramento desta cerimónia, o Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, acentuou o facto desta homenagem se traduzir num dia muito relevante para a UC, felicitando o diretor da faculdade de Medicina, o professor Catedrático Duarte Nuno Vieira, por esta iniciativa de atribuição da medalha de ouro ao Professor Manuel Antunes. O Reitor destacou também a importância da assinatura dos cinco protocolos, o que "demonstra a vitalidade da Faculdade de Medicina, e a sua abertura à sociedade". Em seguida, referindo-se à homenagem ao Professor Doutor Manuel Antunes, o Reitor destacou o percurso excecional e os êxitos que obteve como médico e a sua enorme qualidade enquanto gestor, não esquecendo a sua faceta humanitária.

Referindo-se ao contrato celebrado na semana passada para a continuidade da docência universitária, Amílcar Falcão assumiu: "Enquanto o professor quiser continuar a dar-nos o prazer de contribuir para a formação dos nossos estudantes de Medicina e enquanto eu for Reitor, tem sempre as portas abertas. Creio que a universidade não faz mais do que reconhecer, com justiça, aquilo que foi todo o seu percurso profissional em prol da saúde e em prol da universidade, dos hospitais de Coimbra, de Portugal e do mundo. ".

O Professor Manuel Antunes irá coordenar os mestrados e doutoramentos da área cirúrgica. 

 

Texto e Fotos ©SRCOM / Paula Carmo