07 de novembro 2020

Teatro

"Os guardas do museu de Bagdad" na Oficina Municipal do Teatro

"Os Guardas do Museu de Bagdad" é um texto teatral de José Peixoto que retrata os últimos momentos antes do saque do Museu Nacional do Iraque em Bagdad, durante a guerra de 2003. O conservador do museu e um guarda esperam a inevitável entrada das tropas que irão saquear e destruir inúmeras peças de arte, insubstituíveis obras do património iraquiano e mundial. Em pasco, este sábado, dia 7 de novembro, às 21h00, na Oficina Municipal do Teatro, em Coimbra.


Este espetáculo-percurso gira à volta de grandes questões sobre a relação do ser humano com a arte: será a Arte um luxo, ou uma necessidade básica? Até que ponto é que o homem, ou a mulher se devem sacrificar, (a si próprios e aos seus) em nome da arte e do património? Qual é o papel da Arte em situações de guerra ou em momentos extremos da nossa vida coletiva?
Graeme Pulleyn coordena artisticamente este projeto que nos chega de Viseu em forma de espetáculo e de Oficina.

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA
A partir do texto de José Peixoto
Coordenação artística | Graeme Pulleyn
Criação e interpretação | Emanuel Santos, Gabriel Gomes, Graeme Pulleyn, Joana Martins e Sofia Moura
Criação audiovisual | Rafael Farias
Composição musical e som | Dennis Xavier
Espaço cénico e figurinos | Samantha Jesus
Desenho de luz | Cristóvão Cunha
Consultoria de movimento | Romulus Neagu
Design gráfico | Guida Rolo (Criss Cross)
Fotografia Lucas Morais e Mel Mathias (Escola Profissional Mariana Seixas) Produção executiva Guida Rolo (Criss Cross)
Assistência de produção | Mirele Alexandre (Criss Cross)

Agradecimentos | Giuseppina Raggi, Lucas Pulleyn, Pedro Sobral, Escola Profissional Mariana Seixas, Gira Sol Azul, Teatro do Montemuro, Teatro Viriato

Maiores de 12 anos
Duração: 90 min.